sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Stella Artois

Eu olho de novo aquelas duas garrafas da sua cerveja preferida na minha geladeira, você as deixou aqui no último dia que ficamos juntos realmente.
Você voltava de um show que não me convidou para ir e eu já havia voltado de um outro que eu havia insistido para que você fosse comigo. Aquela noite eu estava tão feliz por você ter aceitado finalmente um convite meu que até esqueci tudo isso e todos os choros da semana anterior, estava tão feliz que fiz uma torta para você e comprei sua cerveja preferida.
Você também comprou, junto com um chocolate pra mim. E eu fiquei achando que aquilo era tudo de mais lindo que existe no mundo.
Agora, eu olho de novo aquelas cervejas e só consigo pensar se bebe-las iria te atingir de alguma forma, se você se importaria. Eu sei que não, eu poderia beber sua cerveja preferida fazendo sexo com outro cara que você não ligaria, não é?
Então eu me imagino bebendo-as junto com outras mil, na frente da sua casa, bebendo e jogando as garrafas no seu portão, na sua casa, no seu cachorro, em você...
Tudo isso só para sua vida ficar cheia de cacos de vidros, que são frios e machucam.
Igual a você.

4 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanta dor em cada frase sua. Quando estamos sofrendo, a nossa dor parece a maior do mundo. Eu sei. Pra qualquer lugar que vamos, ela estará ali, imponente, viçosa, cheia de si, latejando em cada pedaço nosso. É horrível quando nos alimentamos de sementes antes mesmo de serem sido germinadas. Mas passa. Isso passará! Coragem para vencer tudo isso! Paz e bem!

      Excluir
    2. Obrigada, comentários assim que me fazem partilhar tudo que escrevo sobre essa dor que me persegue.

      Excluir
  2. Renata D Carpe.
    Disse tudo!
    De um basta nesse sofrimento.
    A unica pessoa que Deus pôs no undo para sofrer, sofreu em vão.
    Senão o mundo não seria o que é hoje.
    Seja um pouco egoísta, na verdadeira acepção da palavra.
    Goste um pouco mais de você.
    Adorei seu sorriso torto.
    Abraço.
    Convido-lhe a visitar onilsepol.blogspot.com

    ResponderExcluir